• Juliana Soares

Dicas para locação comercial



Ao contrário dos contratos de aluguel residencial, é comum que os aluguéis comerciais passem por várias rodadas de negociações com os inquilinos solicitando alterações para garantir que o contrato atenda totalmente às suas necessidades. Essas dicas podem ajudá-lo a obter o melhor resultado possível durante a negociação da locação comercial.


1. Mantenha o time em mente

A negociação de um contrato de locação comercial provavelmente levará mais tempo do que o previsto, sendo importante que você comece sua busca pelo local perfeito o mais rápido possível. Depois de ter um contrato inicial de aluguel, não procrastine. Revise-o imediatamente, para que você não assine um contrato de locação que não seja o ideal porque seu tempo está se esgotando.


2. Pense seriamente em contratos de longo prazo


Os inquilinos que desejam assinar um contrato de locação de longo prazo conseguem vantagens na negociação. Se o proprietário souber que o seu espaço ficará ocupado por um longo período de tempo, é mais provável que ele concorde em fazer concessões.

Porém, as locações de longo prazo podem não ser tão ideais para todas as empresas. Se suas necessidades futuras forem incertas ou se você estiver iniciando uma start-up, um contrato de locação de curto prazo pode ser mais adequado.


3. Tenha uma lista de desejos


As negociações são uma troca. É improvável que você consiga convencer o proprietário a fazer todas as melhorias ou alterações que desejar, caso sejam necessárias. Por isso é interessante classificar a importância das adequações que você está solicitando. Assim, saberá quando pode ser flexível e quando deve ser firme.


4. Conhecimento é importante!!!


Entender o mercado imobiliário comercial na região o coloca em uma posição de poder durante a negociação. O mercado imobiliário comercial sofre diversas turbulências, a última conhecida é o COVID-19.


5. Negocie um contrato com maior flexibilidade


Se optar por uma locação de longo prazo, deverá se concentrar em aumentar a flexibilidade durante o processo de negociação. Adicionar rescisão antecipada e cláusulas de sublocação e atribuição pode ajudar a proteger sua empresa de eventos imprevistos que podem mudar drasticamente as necessidades de locação.


6. Estude as melhorias antes de apresentá-las


Reserve um tempo para avaliar quais melhorias serão necessárias e faça orçamentos ou pesquisas para estimar quanto custará o trabalho. Lembre-se, os proprietários geralmente relutam em fornecer grandes subsídios para melhorias aos inquilinos. Se você chegar a um impasse, poderá mudar a negociação e pedir ao locador um abatimento do aluguel para compensar seus custos diretos.


7. Check list dos detalhes


Certifique-se de realizar todos os cálculos para verificar se os valores estão corretos. Também é uma boa ideia medir você mesmo o espaço a ser alugado. Se houver dúvidas sobre a área útil ou alugável, você pode contratar um arquiteto para avaliar os números.


8. Conte com a ajuda de um corretor


Os serviços de um corretor não param quando você entra na fase de negociação de um contrato de locação comercial. Ele permanecerá ao seu lado durante toda a negociação, atuando como seu “advogado”. Como suas taxas são pagas pelos proprietários, atuar junto ao corretor é uma maneira simples e econômica de fazer pender a balança de negociação a seu favor.



23 visualizações1 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo