• Lyncon

O que é segmentação demográfica e o que considerar para escolher seu ponto comercial

Você é dono de uma rede de lojas de informática e deseja abrir lojas no centro de São Paulo e em Estância, município no sul de Sergipe. Sua comercialização será a mesma para os dois locais? É claro que não, e é aí que entra a segmentação demográfica. Tal segmentação leva em consideração as diferenças geográficas e culturais de um lugar e outro, coletando informações de acordo com o seu público alvo (o morador da cidade).


A importância da segmentação demográfica é indiscutível para a comercialização de um negócio, uma vez que o proprietário terá em mãos dados que o farão conhecer os locais onde vai expandir. Unidades geográficas serão criadas para estabelecer as características dos consumidores de cada lugar.


Todas essas informações, coletadas com pesquisas de mercado, ajudarão no planejamento das estratégias de marketing. Quais abordagens são mais apropriadas para o morador da maior cidade do Brasil e quais funcionarão melhor para o nativo de um pequeno município do sul de Sergipe? O que vale e o que não vale para cada local?


Quais os principais tipos de segmentação demográfica?

Gênero

É fundamental saber qual a proporção do sexo na cidade em que você abre um ponto de loja. Essa informação dará a melhor percepção sobre como é o comportamento do seu público alvo e quais ações de marketing implementar.


Idade

Outro indicador de comportamento é a idade dos clientes. As necessidades de um jovem são diferentes da de um idoso, e todos sabemos a importância de gerar necessidade no público alvo em uma campanha de marketing.


Renda

Esse é um dos principais indicadores. Continuando com nosso exemplo, abrir loja no centro de São Paulo, conhecido por ser a cidade mais rica do país, implica num valor “x” para valor final do seu serviço ou produto; em Estância, tal valor diminui para “y”.


A renda também otimiza a inteligência comercial do negócio. Com a segmentação bem definida, o proprietário consegue reduzir o número de pessoas que não fazem parte do seu público-alvo, tornando a comercialização mais eficaz


Para quem serve a segmentação demográfica?

Poderíamos dar inúmeras voltas para responder essa pergunta, mas a resposta direta e reta é a apenas uma: todas as empresas.


Dono de uma loja local, que tem como público apenas os moradores de uma cidade. Uma rede de automóveis que atende em todo o país e até multinacionais. Para cada um deles, a segmentação irá coletar dados e informações que minimizarão os erros de campanhas de marketing e auxiliarão na expansão do negócio.


Como escolher o ponto comercial

Diversos fatores implicam na escolha do ponto comercial, mas é cada vez mais consenso que as segmentações, principalmente a demográfica, auxiliam na tomada de decisão.


Seguindo com nosso exemplo, se você é dono de uma loja de informática e está em dúvida se abre uma filial em SP ou Estância, a segmentação demográfica auxiliará na sua escolha: qual delas é mais rica, qual delas tem a população que mais gasta com tecnologia, qual delas tem mais jovens (que são os principais consumidores de lojas desse segmento) e etc…


Com tudo coletado, você terá em mãos tudo o que precisa saber para tomar a melhor decisão. Aqui você também encontra outras dicas incríveis que te ajudarão a escolher o ponto comercial para seu negócio.

15 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo